quinta-feira, 25 de outubro de 2012

Dub Style



O um estilo de origem americana que é marcada pela elite (classe alta) de origem negra em 95% dos casos com correntes e relógios enormes de ouro ou cromados, que basicamente equipa veículos de grande porte com rodas cromadas acima de 20 polegadas, suspensão alta ou extremamente baixa, com pequenas alterações externas (original ou que aparente original) e com um som de qualidade em seu interior. Não é necessariamente obrigatório ser rebaixados, há caso de veículos mais altos que os originais *(SUVs), o apelo principal externo no DUB "gringo" são carros com "AR Clássico" ou utilitários de grande porte, as imensas rodas superiores ao aro 20, geralmente cromadas e com "objetivo" principal de desfilar literalmente com um carro imponente e bonito. Características DUB Style (americano): Preza pela originalidad, valorizando o visual original Grandes carros de luxo, SUVs ou clássicos de luxo Rodas acima de 20 polegadas que variam de cromadas, pretas ou prata. Sem modificações externas, salvo personalizado de algumas peças originais como detalhes de maçanetas ou grades cromados, preto fosco ou na cor da carroceria. Não são adotados adesivos decorativos. A suspensão pode ser original ou de regulagem automática de altura. Som interno com multimídia TOP de linha. Bancos em couro ou tecido, o requinte é prioridade. Ausência de instrumentos, como conta giros ou manômetros adaptados. Carro EXOTICOS são considerados também como DUB (Ferrari, Masserati, Lamborghini Diablo)


DUB Style BRASIL - VERSÃO SPPORTCARBR.
A palavra DUB surgiu nos vocabulários das ruas brasileiras em 2005, sua adaptação iniciou-se confusa, pois diversos carros ditos "populares" (Gol, Palio, Ka, Corsa) e outros sem apelo ao luxo (Astra, Peugeot 306, Tempra, Escort, Polo) como rodas aro 15,16 e 17 ; com instrumentação adaptada em cima do painel ou colunas; bancos esportivos (concha), pinturas chamativas (camaleão, candy) e com body kits completos, ostentando o adesivo DUB ou o proprietários se referindo que o estilo era uma versão mais leve do tuning.
Com o amadurecimento do mercado nacional (1º semestre 2005), as rodas com aros acima de 18 polegadas, estavam "rodado" em carros da elite brasileira (mais vistos - Audi A3 e A4), pois o alto custo desse conjunto separava as classes sócio-econômicas claramente. Foi incrível o crescimento deste seguimento do mercado (rodas e pneu) no segundo período do ano (2º semestre 2005), pois as classe medias passa a ter possibilidade de compra em um jogo de rodas aro 18, 19 e 20 em diante.
**Exemplos de DUB nacional: Ford Mondeo / VW Bora / Dodge Magnum.